/ Artigos / O sacrifício mais agradável a Deus

Tamanho da letra

05/11/2015 às 00:00
O sacrifício mais agradável a Deus
Edson Soligo Ribeiro - Grupo Espírita Cosme e Damião

"deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai conciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem apresentar a tua oferta."

Jesus

Mateus, 5:24

 

À primeira vista essa recomendação de Jesus não diz respeito ao Espiritismo, porquanto nas casas espíritas não tem altar e nem os espíritas levam ofertas para serem colocadas em altares.

Primeiro, temos que entender o que o Cristo considera como verdadeiro, como oferta digna a ser oferecida a Deus.

Vide a mensagem que fala da verdadeira propriedade - aquela que a traça não consome, a ferrugem não destrói e o ladrão não rouba.

A casa espírita é o altar onde oferecemos a nossa oferta - a nossa tarefa, o nosso serviço, a nossa dedicação, o nosso tempo. A partir desse conceito entendemos a pertinência da recomendação do Cristo com relação ao Espiritismo.

O Cristo nos recomenda limparmos o nosso coração do lixo da mágoa, do ressentimento, da maledicência para que a nossa oferta seja sincera.

A Doutrina Espírita nos oferece todo conhecimento para tornarmo-nos pessoas melhores através da conscientização, do cultivo e prática dos sentimentos que enriquecem o Espírito.

Vale lembrar Kardec quando nos diz:

"Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral, e, pela sua determinação em domar as suas más inclinações."

Que más inclinações são essas?  Que cada um consulte a sua consciência!


Compartilhe


Comentários
Deixe seu comentário
Pesquise no site: